Search
Close this search box.

Electrolux Airfryer Oven EAF90

Electrolux EAF90

A Electrolux Airfryer Oven apresenta uma iluminação interna, permitindo visualizar o alimento durante o processo de cozimento, adaptando-se conforme o modo selecionado.

Internamente, destaca-se o amplo espaço disponível, complementado pelos acessórios cuidadosamente projetados pela Electrolux. Inclui duas grades de metal entrelaçado, um cesto revestido de teflon com orifícios na base e aberturas laterais, com capacidade de 3,5 litros, além de um prático puxador removível.

Entre os acessórios adicionais, estão uma bandeja coletora de resíduos, um espeto giratório para preparações mais elaboradas com proteínas, acompanhado pelo seu respectivo gancho de remoção.

Uma característica notável é o design diferenciado em todos os acessórios, com a parte frontal reta e o fundo ligeiramente abaulado, em contraposição aos modelos convencionais.

Além disso, um acerto de design importante é a presença de proteção na ventoinha superior, impedindo que resíduos de alimentos ou gordura afetem seu funcionamento, garantindo a durabilidade e eficiência da fritadeira.

Funcionamento

A grande atração desses fornos airfryers é sua versatilidade. Eles oferecem cinco modos distintos de preparo: airfryer, gratinar, reaquecer, desidratar e o modo rotisserie, que é projetado para utilizar o espeto giratório.

Se você deseja dar aquela finalizada em pratos com uma crocância irresistível, como uma batata recheada, a opção ideal é o modo gratinar. E para aquela pizza que sobrou do dia anterior, basta selecionar a opção reaquecer.

Vale ressaltar também o painel digital, que ainda não mencionei. Ele apresenta 10 funções pré-programadas, incluindo receitas para carne, frango, peixe, legumes, batata frita, pão de queijo e bolo.

B0BYK9KP3WOutro destaque é a função pré-aquecimento, que indica quando a Electrolux airfryer atingiu a temperatura ideal. Com o painel digital, é fácil perceber isso. Ao selecionar a temperatura desejada, ele exibe a temperatura atual até atingir a temperatura escolhida.

Mas o recurso que mais me agradou foi a função de virar, que emite um aviso sonoro para indicar quando é o momento de mexer ou virar o alimento, garantindo um resultado uniforme.

Isso foi especialmente útil quando fiz kibe com o airfryer, pois é essencial que ambos os lados assem igualmente, sem que se perceba diferenças entre um e outro.

Para lidar com seu amplo tamanho de 12 litros, o airfryer oferece uma potência de 1700 W. Em termos mais técnicos, o cabo tem 80 cm e adquirimos a versão de 127 V. Como um aparelho que gera calor, o plugue é mais robusto, com 20 A.

O timer pode ser ajustado até 90 minutos, mas se você precisar desidratar alimentos, é possível programar por até 24 horas.

Há algumas observações sobre o uso desta fritadeira que gostaria de compartilhar com vocês. Primeiramente, destaco o processo de pré-aquecimento. Achei interessante que, ao colocar o alimento e selecionar o preset ou ajustar manualmente o tempo e a temperatura, a airfryer leva um tempo para aquecer antes de iniciar a contagem regressiva.

É importante considerar que é impossível para qualquer eletrodoméstico passar da temperatura ambiente para 200º C instantaneamente. Portanto, é melhor contar com esse período adicional durante o uso.

No entanto, observei uma questão em minha rotina doméstica. Após terminar de preparar uma carne, algo que costumo fazer para testar as fritadeiras, coloquei imediatamente batatas fritas. Passaram-se apenas alguns segundos entre retirar a carne e colocar as batatas no mesmo recipiente.

A Electrolux airfryer estava claramente quente, mantendo-se próxima dos 200 graus que utilizei no preparo anterior. No entanto, ao inserir o tempo e a temperatura para as batatas, ela começou a pré-aquecer novamente, indicando no painel uma temperatura muito mais baixa.

Isso evidencia que o tempo de pré-aquecimento é uma configuração da fritadeira e não uma medida precisa da temperatura interna.

Outro aspecto importante é que as laterais e a parte superior ficam muito quentes durante o preparo. Portanto, recomendo o uso de luvas e pegadores, pois o contato breve com a própria Electrolux airfryer ou seus acessórios pode causar queimaduras.

Embora tenha elogiado a iluminação, fiquei intrigado com o acesso à lâmpada, que não é dos mais fáceis. E se ela queimar? Durante o primeiro ano, é possível acessar a assistência técnica e realizar essa substituição sem custos adicionais.

Preparo de Alimentos na Electrolux Airfryer

Como mencionei anteriormente, preparei uma picanha e fiquei muito satisfeito com o resultado. O método é simples: um bife de dois dedos de espessura temperado apenas com sal grosso ou sal de parrilla e deixado na airfryer por sete minutos de cada lado. Fácil e rápido.

Devido ao tempo de pré-aquecimento, a carne acabou ficando alguns minutos a mais e ficou bem passada. Retirá-la um ou dois minutos antes teria deixado no ponto, como eu prefiro.

Minha dica é deixar a carne descansar por cerca de 10 minutos após o preparo para preservar sua suculência antes de fatiar.

Outro alimento que a Electrolux airfryer lidou muito bem foi a batata frita no estilo canoa da marca Swift. O fabricante sugere um tempo de preparo entre 12 e 15 minutos. Em 14 minutos, ela estava perfeita: crocante por fora e macia por dentro.

Os pães de queijo também foram um ponto positivo. Em testes anteriores, muitas vezes acabavam queimando, e eu precisava ajustar a temperatura para obter o resultado desejado. Aqui, bastou seguir as instruções do rótulo e ficaram perfeitos. O mesmo ocorreu com as batatas fritas em formato bolinha e o frango à milanesa.

No quesito proteínas, pensei que precisaria de um pouco de gordura, como azeite ou óleo, para melhorar o sabor, mas a airfryer lidou bem com diversos ingredientes. Tanto frituras quanto empanados deram certo.

Para assar aves ou carne em espetos, é ideal que a peça tenha um peso próximo a 1 kg para evitar que caia na bandeja coletora. Um frango inteiro de tamanho menor ou uma coxa com sobrecoxa são opções viáveis.

A potência de 1700W ajuda nesses preparos e, mesmo sem utilizar o tempo máximo sugerido em várias receitas, obtive alimentos crocantes por fora e macios por dentro. Esse é o principal acerto desse modelo: combinar potência e design eficaz.

Limpeza A limpeza da Oven Experience também não foi difícil. Para o cesto, bastou utilizar o lado mais macio da esponja com detergente neutro, e para os acessórios, é possível usar a parte áspera com cuidado.

Para limpar o corpo da airfryer, recomendo um pano macio e levemente úmido.

No entanto, um problema comum a todas as airfryers persiste aqui: a limpeza da porta é complicada, pois a gordura se acumula entre os vidros e não é fácil de remover. Infelizmente, ainda não foi encontrada uma solução eficaz para esse problema.

Electrolux por Rita Lobo EAF90 Grafite - Fritadeira Elétrica sem oleo, Airfryer 12L, digital receita programada, 2 bandejas espeto giratório, 1700W, 127V

12 novo de R$ 879,00
Amazon.com.br

Veja também a Philco Oven PFR2200 e sua analise completa

Conclusão

Gostei bastante da Airfryer Oven Experience da Electrolux. Embora a empresa tenha ingressado um pouco mais tarde nesse mercado, o modelo assinado por Rita Lobo cumpre o que promete.

Com uma construção sólida, escolha equilibrada de cores, painel digital, bom espaço interno, versatilidade com acessórios e modos específicos, além de potência para diversos tipos de preparo. Além disso, é segura, com destaque para a ideia do botão play/pause e a interrupção do cozimento ao abrir a porta.

No entanto, a Electrolux teve a oportunidade de abordar o problema da gordura acumulada na porta de uma maneira inovadora, mas não o fez. Portanto, possui os mesmos pontos positivos e negativos de seus concorrentes.